Pente-fino nas aposentadorias do INSS deve começar logo

Pente-fino para verificar possíveis irregularidades nos benefícios do INSS deve começar o mais rápido possível.

Foi o que afirmou há alguns dias o diretor de atendimento do órgão, Clóvis de Castro Júnior, ao Jornal do Brasil.

O programa de revisão foi criado em janeiro por uma medida provisória do presidente Jair Bolsonaro.

Mas ele só se tornou viável depois que o Congresso aprovou, no início de julho, a previsão de gastos em torno de 200 milhões de reais, para o pagamento de bônus aos servidores que atuarem no pente-fino.

Serão revisados benefícios apontados por indícios de irregularidades pelo Tribunal de Contas da União e por outros órgãos fiscalizadores.

O programa também permite que o pagamento de bonificação aos servidores que realizarem análises de pedidos parados há mais de 45 dias.

Apesar desse ser o prazo oficial do INSS para a resposta dos requerimentos, hoje, a espera está em torno dos cinco meses.

A expectativa é que com a bonificação, os servidores façam jornadas extras para compensar as baixas nos quadros de funcionários do órgão, em razão dos pedidos de aposentadorias.

Cada processo revisado vai render pouco mais de 50 reais ao servidor.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *